Redação — Diálogo: alicerce para ampliar a convivência entre as pessoas e o conhecimento na sociedade - Blog Endireitado

Breaking

Blog Endireitado

Para quem pensa Direito

24 de dezembro de 2017

Redação — Diálogo: alicerce para ampliar a convivência entre as pessoas e o conhecimento na sociedade



Vinícius Vieira Soares, 16 anos, Marabá (PA)


"A ideologia do diálogo

É consenso que o diálogo é o alicerce para ampliar a convivência entre as pessoas e o conhecimento na sociedade. No entanto, não é a via que a maioria utiliza para tal. Dentre tantos motivos relevantes, temos um povo cada vez mais raivoso e violento, em decorrência da falta de políticas públicas, e a divisão da coletividade em grupos ideológicos, o que acarreta em cada vez mais segregação entre a população.

Nos últimos anos, por conta da crescente elevação da corrupção no âmbito político, categoricamente, e pela falta de políticas públicas, o que suscita no significativo aumento do número de roubos, furtos, narcotráfico e violência doméstica, o povo alimenta cada vez mais raiva e repulsa pelos seus representantes, assim como também por todos ao seu redor, tornando-se incapaz de curar irracionalidades através de uma boa conversa. Com base em dados fidedignos, a Organização das Nações Unidas (ONU), em sua última estimativa, realizada no ano de 2014, figurou o Brasil na 16ª colocação do placar mundial da violência.

Com efeito, a raiva e a repulsa que o povo alimenta pelos representantes, especificamente, é definida pela ideologia destes, isto é, pelo que pensam, não pelo que fazem. Indubitavelmente, nosso país está demasiadamente segregado e não acelera em virtude da existência de grupos ideológicos; distintos, mentecaptos e inabilitados de dialogar. Entretanto, a ideologia interfere não só na política, como também na segurança pública. Diante disso, é evidente que a falta de diálogo ocasiona a maioria dos disparates existentes na atualidade, por ser substituído por meros discursos prontos.

Fica evidente, portanto, que o diálogo é o alicerce para ampliar a convivência entre as pessoas e o conhecimento na sociedade, mas que precisa ser posto em prática. Cabe ao Ministério da Cultura desenvolver e promover campanhas que visem ao entendimento entre os cidadãos; ao Ministério da Educação fomentar atividades que busquem incentivar boas práticas nas escolas; e a cada um de nós contribuir com o processo, como forma de garantir a coletividade do corpo social."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade única de seus autores e não representam a opinião deste canal de comunicação.