Greve na educação: Professores da rede estadual organizam manifestações em órgãos públicos - Blog Endireitado

Breaking

Blog Endireitado

Para quem pensa Direito

17 de maio de 2018

Greve na educação: Professores da rede estadual organizam manifestações em órgãos públicos

Manifestações visam ao pagamento do piso salarial nacional dos professores por parte do Governo do Estado.


MARABÁ, PA — Na manhã desta quinta-feira (17), professores da rede estadual de educação, juntamente com alunos, estiveram no Ministério Público do Estado do Pará e na 4ª Unidade Regional de Ensino para atos contra o governador Simão Jatene. Os manifestantes, eufóricos, gritavam palavras de ordem e cantavam paródias. “Educação na rua, Jatene, a culpa é sua!” “Vai sair [do governo] no camburão, o Jatene é ladrão!”

As manifestações visam ao pagamento do piso salarial nacional dos professores por parte do Governo do Estado. Piso é o menor salário pago a um trabalhador dentro de uma categoria profissional específica.

MPPA


Após alguns minutos de manifestação, representantes dos pais, dos alunos e dos professores foram convidados pela promotora Dr.ª Mayanna Silva de Souza Queiroz, da 6ª Promotoria de Justiça de Marabá, para uma breve conversa, na qual ouviu as reivindicações. Ela informou que já existe uma Ação Civil Pública acerca do problema e que repassou o documento aos estudantes, acrescentando que as escolas já foram vistoriadas e que o MP já havia tomado providências em relação ao assunto.

4ª URE

Localizada na praça São Francisco,  núcleo Cidade Nova, a 4ª URE responde pela Secretaria de Educação (Seduc) — na pessoa da secretária Ana Cláudia Hage — na região. Fotos da manifestação enviadas por um professor:








Decisão na Justiça

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE-PA) que obriga o Governo do Estado a pagar o piso salarial nacional aos professores do estado foi aprovada por unanimidade no dia 25 de abril. Segundo o Sintepp, no Pará os trabalhadores em educação recebem abaixo do piso desde 2015, mesmo a Lei 11.738 de 2008 destacando que os docentes não podem receber valor inferior.

Opinião do Blog

A luta é justa e o direito de se manifestar é garantido pela Carta Magna em seu artigo 5º. Com efeito, é válido salientar que devemos ficar atentos aos objetivos do sindicato. É ano de eleição e utilizar a classe estudantil como massa de manobra é o mais pérfido dos atos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade única de seus autores e não representam a opinião deste canal de comunicação.